6 de dez de 2008

How I hate their happy noise...



Todo ano é asim, chega essa época ele começa a me rondar
E fica de tocaia esperando o momento certo de invadir a cena. Faço de tudo pra não dar mole, mas sempre acabo vencida. Aí...já era. Ele se instala e não sobe mais até o fim da "temporada".
Saiu o 13o! Supermercado lotado daquelas tias de regata e bermuda ciclista e papete se acotovelando pelo maior chester da geladeira, querendo comprar tudo pela frente... A ceia delas deve alimentar duas vezes a população da China. Crianças selvagens, escalando as gôndolas, quebrando coisas e as mães nem aí... Ele se agita, fica me espetando.
Ao primeiro sinal de Simone cantando músicas natalinas eu já escuto as suas gargalhadas.
Galeria do Rock sábado de manhã. Eu tb procuro né...
Uma multidão. Hordas de rockers,góticos, emos, punks,pin ups, metaleiros e outros igualmente sem-noção que não cabem em nenhuma das denominações anteriores. Veja bem, não estou falando de pessoas q admiram cada um desses gêneros racionalmente. Me refiro àqueles q saem de casa fantasiados, do tipo que andam de sobretudo e coturno sob sol de 40 graus. Um convite ao stress, ele adorou!
Fora isso, trânsito, trânsito, trânsito, sempre a qualquer hora e pra qualquer lugar...
Tudo culpa do Natal. O mau humor e a irritação vão tomando conta... E finalmente ele agora é o dono da situação.
Jingle Bell o caralho, meu nome é Grinch!
|