9 de fev de 2006

O dia em que ele veio aqui e cantou as canções que a gente quis ouvir

Lição número 1: Caso você tenha uma câmera digital, nunca saia de casa sem ela

A noite de ontem foi realmente especial.
A temperatura nas alturas favorecendo, saimos de casa pra uma cervejinha amiga num dos lugares que eu mais gosto de estar atualmente, a saber - o Clube Caiubi.
Lá todo dia é véspera de feriado, ninguém sofre de stress, nem chega lá reclamando do trânsito insano, muito menos das chatices da vida. Se chegar também, é o lugar certo pra afogar as mágoas , com a maior categoria, em excelente companhia e trilha sonora que faria Enio Morricone se rasgar todinho.
Foi nesse clima que entre um copinho e outro que não mais que de repente essa que vos escreve exclama, sem crer nos próprios míopes olhos:
- Putaqpariu, Mau! Olha o Tavito!!!!
Coração na boca.
Sim, meus amigos, ele mesmo, o " Mr. Rua Ramalhete" em carne, osso, mulher e filha , assim como nós, apareceu no Caiuba pra dar uma espairecida. Cabe aqui explicar que esse tipo de "aparição"é muito comum no espaço, uma vez que o Caiubi é um clube de compositores, capitaneado por ninguém menos que Zé Rodrix, que vem a ser parceiro do Tavito, etc e tal. A gente acaba se acostumando a conviver com essas figuras, mas sempre tem o dia em que você é pego de surpresa, como eu fui ontem.
E é claro, Tavito cantou.
Cantou sozinho, cantou com a filha( uma graça!) e encerrou sua participação lavando a alma da galera com...Rua Ramalhete!
Vários olhos brilhando.
Só de ouvir a introdução, os meus já transbordaram e até que a música terminasse foi-se todo meu rímel.
Se a noite já estava naturalmente quente, nessa hora o termômetro da casa explodiu de tanta energia e emoção de todos os presentes.
Acho q até os pregos que seguram os quadros da parede cantaram junto.Fiquei
pensando se alguém que estivesse passando na rua naquele momento e ouvisse a cantoria seria capaz de imaginar o que realmente acontecia lá dentro.
A noite foi linda, valeu cada cílio de rímel perdido.

Lição número 2: Nunca. Never.Jamais vá ao Caiubi sem sua câmera digital, uma vez lá dentro, tudo pode acontecer.

Moral da história: Isso tudo aconteceu e eu não tenho uma foto pra ilustrar o post.
Bem feito. Quem mandou sair sem a câmera?


:-)

|